Da necessidade de acordar

Se a ideia for fazer política apenas com quem concordar 100% conosco, faremos política com três ou quatro pessoas. Ou seja… Não faremos nada de útil.

Mais do que nunca, é preciso aprender a dialogar com as divergências, principalmente as pontuais. Delinear o que é mais importante defender, e o que é menos. E acordar – chegar a acordos.

Eu simplesmente não tenho um único amigo que concorde inteiramente com tudo o que defendo. Nem parente. Nem minha namorada é assim.

Aliás, ela é das que mais discorda de mim. Mas exercitamos a capacidade de compreender o que faz o outro querer algo distinto do que queremos. E assim seguimos adiante.

Anúncios

Publicado por

Marlos Ápyus

Um cara simples

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s