A força das circunstâncias

Em 6 de março de 2015, comentei no Twitter:

As opções para PT e PMDB são:

  1. Irem se desgastando com a opinião pública para manterem Dilma na presidência;
  2. Ou usarem Dilma como bode expiatório, entregarem a presidência a Temer e sossegarem a opinião pública até as próximas eleições.

Sossegando a opinião pública, reduz-se bastante a pressão por justiça, e aí PT e PMDB terão algum fôlego para se safarem.

Vale pena se sacrificar para manter Dilma, essa política articulada e forte (cof cof) no poder? Talvez valesse por Lula.

Enfim… Minha aposta é que ainda esse ano veremos Dilma renunciando para não sofrer impeachment e perder direitos políticos.

Em 12 de julho daquele ano, já reconhecendo que perderia a aposta, retomei o caso lembrando que Cristóvam Buarque vazara o plano do PT: entregar a cabeça de Dilma.

O áudio de Jucá falando em acordo com Supremo, com tudo, para salvar Lula e todo mundo surge apenas no semestre seguinte, já em 2016.

Certamente, muito cacique participou de reunião nesse intervalo para o alinhamento do posicionamento. Mas o que hoje ocorre em benefício do governo Temer, com tantos poderosos saindo impunes, com o próprio STF colaborando com a impunidade, e diferente do que insinua a esquerda, parece mais consequência das circunstâncias do que de um plano maquiavélico tramado por quem pedia o impeachment da petista.

Ao não comparecer às ruas, o brasileiro dá um recado: prefere a impunidade rolando solta do que correr, por ora, o risco de voltar a ser presidido pelo PT.

E, por tudo o que aconteceu, é difícil tirar-lhe a razão.

Anúncios

Publicado por

apyus

Um cara simples

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s