Eu apoio voto em lista

Por um motivo que soa simples, mas é um tanto mais complexo: o voto já é em lista. Ao se compreender a dinâmica do quociente eleitoral, percebe-se que as cadeiras das câmaras municipais, assembleias legislativas e Câmara Federal são distribuídas para listas de candidatos, respeitada a ordem do mais para menos votado. A diferença é que, no modelo atual, a lista é formada pelo próprio eleitor no momento em que vota. Já no modelo desejado por Brasília, ela seria definida por cada partido, e o eleitor deixaria de votar em um candidato, mas na ordem definida pela agremiação.

Então o modelo atual seria melhor, certo?

É aqui que eu discordo. Hoje, o eleitor define a lista, mas ele vota às cegas. Ele não sabe quem será o primeiro, o segundo ou terceiro nome dela. Sabe apenas que há um punhado de nomes, que tantas vezes, via coligação, dizem respeito a mais de um partido. E, assim, vota em Tiririca sem perceber que também elege Protógenes Queiroz.

No modelo em discussão, o eleitor teria contato com toda a escalação do time e saberia melhor em quem está votando.

Em Brasília, apostam que assim facilitarão a renovação dos próprios mandatos, o que os protegeria do avanço da Lava Jato na primeira instância. Eu faço uma aposta distinta: hoje, nada fala mais alto numa eleição do que a rejeição. Uma maçã podre causará um impacto enorme no cesto, e forçará o eleitor a buscar outra sigla. Ou essa sigla a se livrar da maçã podre.

Há ainda o fator didático: aqueles parlamentares trabalharão em equipe, porque é assim que a coisa funciona no Congresso. Quero crer que dará mais resultado o eleitor pensar no grupo, e não no indivíduo. E entenderá que este jogo precisa de entrosamento, não de malucos que gritam absurdos sozinhos e nada conseguem de prático além da renovação do próprio mandato.

É uma aposta cara num momento delicado. Mas o modelo atual vem rendendo essas legislaturas porcas. Eu, que tenho pouco a perder, topo arriscar.

Mas segue o spoiler: não vai acontecer.

Anúncios

Publicado por

apyus

Um cara simples

  1. Eu gostaria de ver primárias pra definir a ordem da lista (seria melhor ainda se fosse lista + distrital), e também os candidatos da majoritária, nos moldes da Argentina. Mas isso nunca vai acontecer, no que depender de Brasília…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s