Ainda Milo

Vencida a madrugada, ouvi com mais calma o que Milo falou. E acho que a reação está um tanto exagerada. Pois ele explicava o relacionamento que alguns adolescentes gays findam tendo com pessoas mais velhas. Pela relação conflituosa com a família, por vezes é a primeira vez que o garoto experimenta algum nível de compreensão, algo que não encontrava em amigos, ou mesmo nos pais.

O segundo ponto complexo diz respeito à definição da pedofilia em si. Para Milo, apenas crianças que ainda não atravessaram a puberdade seriam vítimas de pedófilos. A atração por adolescentes que já possuem um corpo, digamos, formado não deveria se enquadrar no termo. E isso é mais ou menos o que a lei brasileira entende, apesar de a opinião pública chamar de pedófilo qualquer adulto que se relacione com um menor.

Concordando com ele ou não, acho que são casos que cabem discussão. E, claro, ele tem direito à opinião dele.

Anúncios

Publicado por

Marlos Ápyus

Um cara simples

Um comentário sobre “Ainda Milo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s