Passar pano é preciso

Eu nem sei se há como tecnicamente chamar de argumento a expressão “passar pano”. Sei apenas que a arma é sacada quando, naquele clima de linchamento virtual, alguém ousa abrir uma divergência. E eu, que tantas vezes já me coloquei na defesa de figuras polêmicas como Eduardo Cunha, Michel Temer e Donald Trump, tenho que aturar tais indiretas até de alguns grandes amigos.

Bom… Eu não vim até aqui para evitar dizer o que penso por receio de sacrificar um ou outra amizade. Aliás, isso basicamente tornou-se rotina nos últimos anos.

Espero que essa turma entenda que divergir é preciso.

 

Anúncios

Publicado por

Marlos Ápyus

Um cara simples

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s